Como maximizar o potencial dos recursos humanos

A gestão estratégica dos recursos humanos é uma das questões mais delicadas que se colocam às empresas, ou organizações, sobretudo porque gerir pessoas significa lidar com expectativas, motivações e anseios de vária ordem.

Um dos desafios que se coloca é o de saber como estimular e aproveitar ao máximo o potencial de cada colaborador. Uma gestão eficaz e eficiente dos recursos humanos determina não apenas qual o profissional mais capaz de desempenhar uma determinada função, como também analisa os fatores que contribuem para uma crescente melhoria dos níveis de produtividade e da qualidade do trabalho.

 

De seguida destaco alguns factores que são considerados pelos especialistas nesta área como variáveis de sucesso na gestão eficaz e eficiente dos recursos humanos de uma organização.

Objetivos

Para que todos os trabalhadores se sintam comprometidos e envolvidos com as metas da empresa, eles próprios precisam de ter objetivos e saber que o seu trabalho contribuiu para um objetivo maior e mais consistente – o sucesso da empresa. Por outro lado, trabalhar com e por objetivos estimula a competitividade e cria uma maior dinâmica de equipa. A introdução de um sistema de avaliação do desempenho de todos os trabalhadores (desde as chefias até ao assistente de operações) permite gerir uma escala de incentivos e recompensas que irá elevar o grau de comprometimento de todos. Assim, é possível definir e monitorizar os objetivos para cada trabalhador e permear os funcionários mais empenhados em construir o sucesso da empresa.

Carreira

As pessoas não procuram apenas estabilidade profissional, procuram também construir uma carreira e crescer enquanto profissionais, em termos de responsabilidades, posição na empresa e confiança. A possibilidade de progredir profissionalmente é um dos aspectos mais aliciantes de um trabalho (tais como o salário, as responsabilidades e a visão da empresa, por exemplo). Se as expectativas a este nível forem defraudadas irá criar-se um ambiente de desmotivação e desinteresse crescente da parte dos recursos humanos.

Motivação

A motivação dos trabalhadores é um dos factores mais importantes neste processo (além de ser um dos conceitos mais difíceis de decompor). Se o objetivo é tirar o máximo partido das capacidades e potencialidades dos recursos humanos, antes de mais estes têm de estar motivados e comprometidos em relação à missão, à visão, aos valores e aos objectivos da empresa. Para promover a motivação dos colaboradores da empresa podem ser adoptadas medidas e práticas como a definição de metas de sucesso, associada a um sistema de recompensas, uma maior integração dos recursos humanos nas decisões e opções estratégicas da empresa e uma melhor rede de comunicação interna, por exemplo.

 Inovação

A gestão estratégica dos recursos humanos para que se realize de forma eficiente e bem sucedida deve ser ainda implementada num ambiente de inovação constante. A gestão de pessoas qualificadas e motivadas numa empresa requer também um ambiente de mudança, inovação e reinvenção permanente na procura dos melhores métodos, técnicas e modelos de trabalho. Porque o que funcionou no passado (ou mesmo aquilo que funciona no presente) pode não resultar a curto ou médio prazo – as empresas são organismos abertos e, portanto, são afectadas por todo o tipo de mudanças circunstanciais. Por este motivo, e para garantir que as pessoas se sentem continuamente motivadas e empenhadas na obtenção de resultados, a empresa deve estimular a inovação, a requalificação dos seus funcionários e a renovação das práticas de trabalho.

Conclusão

A gestão dos recursos humanos é um trabalho permanente das empresas, quer tenha 2 ou 200 trabalhadores. A gestão de pessoas deve procurar acima de tudo o mérito e a melhor qualidade do trabalho.

Subscrever actualizações

rss

Comentários



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue Gestor.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro. Site Meter