Preços mágicos do Marketing

A política de preços de qualquer produto ou serviço é sempre complexa. A economia diz-nos que o preço é encontrado entre procura e a oferta, ou seja no mercado. Mas o Marketing coloca-nos nos braços a política de preços, ou seja como vamos definir o preço inicial do nosso serviço ou produto.

Em primeiro lugar devemos saber quanto o consumidor está disposto a pagar obtendo assim o preço aceitável para o consumidor, podemos calcular as margens de lucro para ver a rentabilidade, testar a elasticidade da procura, sabendo à partida as alterações de preços não são fáceis de efectuar, convêm definir os preços com o máximo rigor.

Numa empresa definir o preço de venda dos seus produtos ou serviços devemos ter uma percepção clara dos valores que os clientes estão dispostos a pagar, encontraremos assim o preço óptimo. Na política da definição de preços é fundamental analisar a concorrência. Mas também podemos ser mais eficazes se aplicarmos algumas regras simples associadas aos tipos de preço.

Muito alto

Deverá ser impossível vender alguma coisa, mas de qualquer das maneiras definimos logo à partida um posicionamento muito elevado que pode vir a dar frutos no futuro ou destruímos a nossa credibilidade logo à partida. É muito arriscado definir um preço extremamente alto. Mas também é onde se obtêm as maiores margens de comercialização.

Alto

Será que se justifica alguém pagar esse preço, poderão ocorrer vendas mas de baixo volume. A margem de rentabilidade é elevada mas não maximizada.

Razoável

Teremos clientes se utilizarmos o preço razoável, sendo este um preço justo todos ficam a ganhar. O volume de vendas dispara tal como os lucros é a melhor estratégia de todas, pois existe um possível aproveitamento da capacidade instalada.

Barato

Existem realmente oportunidades a não perder, mas não se esqueça que o barato às vezes sai caro. Os produtos baratos tendem a não vingar no mercado, que o digam as centenas de “lojas dos 300″ que faliram.

Pechincha

As pechinchas não existem, se o produto ou serviço não vale nada então qualquer valor pago já o torna caro. O que interessa pagar pouco se não se retira qualquer utilidade do mesmo.

Tudo isto e ainda não falei nos preços mágicos do Marketing, será que faz diferença vender por 10.00€ ou 9.99€, claro que sim, em termos psicologicos os 9.99€ não atingem a barreira psicológica das dezenas, logo é favorável para quem vende. Aliás nunca vi um produto ser vendido por 10.01€ ou 10.05€, porque será?

Os preços mágicos são por norma valores que não são redondos, 9,99€, 9,90€, 49,90€, 99,99€, 1,97€ sendo que se situam normalmente próximos das barreiras psicológicas dos consumidores ou clientes, assim são altamente aconselhados para qualquer tipo de transação.

Os preços mágicos são uma excelente forma de motivar o consumidor à compra, logo vender muito mais.

Subscrever actualizações

rss

Comentários



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue Gestor.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro. Site Meter